A Wine comunicou ao mercado que suspendeu voluntariamente sua oferta de ações na bolsa, prevista para esta sexta-feira. No comunicado de suspensão voluntária o e-commerce de vinhos declarou que “a atual conjuntura de mercado mostra-se adversa para a distribuição pública de valores mobiliários, especialmente ações, inclusive as Ações da Companhia”.

A nova onda da pandemia de covid-19 na Europa e as tensões com o cenário eleitoral norte-americano trouxeram volatilidade ao mercado de capitais, e o Ibovespa vem operando abaixo dos 100 mil pontos nos últimos dias.

A suspensão deve ir até no máximo 17 de dezembro, quando vence o prazo estabelecido pela CVM para “cumprimento dos vícios sanáveis”.

Os investidores que já fizeram suas reservas têm até o dia 9 de novembro para protocolar a desistência da oferta. Caso a Wine retome o IPO, um novo cronograma será divulgado, e um novo prazo de oferta será aberto.

Com a suspensão da oferta da Wine, permanecem apenas os IPOs da Méliuz, que aconteceu nesta quinta-feira, e o do Enjoei, previsto para a próxima segunda-feira, 9 de novembro. Às 13:15 desta quinta-feira a as ações da Méliuz estavam cotadas a R$ 9,82, 1,8% abaixo do preço de referência de R$ 10,00 do IPO.

Leia as últimas notícias no Inovação Aberta

Crédito da foto: Image by Adriano Gadini from Pixabay

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.