Pouco menos de um ano depois da última rodada, a Warren anunciou mais uma captação de investimentos, desta vez de R$ 300 milhões, e liderada pelo fundo soberano de Singapura GIC. Participaram também os fundos Ribbit, Chromo Invest, Kaszek, QED, Meli Fund e Quartz.

Em post no seu blog, a corretora afirmou que pretende “deixar a nossa tecnologia ainda mais robusta, além de garantir que todas as nossas áreas cresçam e continuem sendo referência em seus segmentos”.

Entre as duas captações, a Warren dobrou o tamanho da equipe, atingiu 150 mil clientes e mais de R$ 4,5 bilhões de patrimônio sob gestão. Também lançou a versão 3.0 da sua tecnologia.

Este é o terceiro aporte que a Warren recebe desde sua criação. Em 2019, uma rodada Series A liderada pela Ribbit captou R$ 25 milhões. Ano passado realizou uma Series B liderada pela QED Investors.

“Levaremos a nossa mensagem com muito mais força para nossos clientes e parceiros de negócios. No Brasil, somos os únicos a oferecer total transparência com o cliente. Todos os outros ainda trabalham com um modelo que não trata o interesse do cliente como prioridade. Isso precisa acabar e a Warren já tomou a frente nisso”, declarou Tito Gusmão, CEO da Warren, no post do blog.

Artigos Relacionados

Crédito da foto: blog da Warren

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.