A Solfácil, fintech focada em energia solar, anunciou a captação de um aporte de R$ 160 milhões em rodada Série B liderada pelo fundo de venture capital norte-americano QED Investors, com a participação da Valor Capital Group, que liderou a Série A. Com o montante, a fintech pretende investir em tecnologia para melhorar e expandir suas linhas de financiamentos, dobrar a rede de parceiros integradores de 5 mil para 10 mil, além de lançar uma linha solar para o agronegócio.

“QED é um dos investidores mais fortes em fintechs do mundo, eles vão trazer muito know-how para consolidar a Solfácil como a marca líder em tecnologia e financiamento de energia solar distribuída no país”, vislumbra Fábio Carrara, CEO e fundador da Solfácil.

O aporte vai acelerar o crescimento da empresa. “Apesar de 93% das pessoas desejarem instalar energia solar em suas casas, poucas têm poupança suficiente para fazer o investimento necessário. A Solfácil e sua linha de financiamento solucionam esse problema e o Brasil ainda tem muito espaço para crescimento, uma vez que apenas 0,6% das residências usam energia solar distribuída no Brasil, enquanto em outros países, como a Austrália, 25% das residências já dispõem de tal solução”, ressalta Fábio.

Com o investimento, a companhia vai investir em serviços que alavanquem as vendas de seus parceiros integradores solares e solidifiquem sua base gerencial para continuar crescendo no Brasil junto aos mais de 20 mil integradores solares, que serão protagonistas na retomada verde e na geração de milhares de empregos e disseminação dessa tecnologia por todos os telhados do Brasil, do norte ao sul do país.

Com mudanças previstas no produto de financiamento, a Solfácil espera atingir R$ 1 bilhão em financiamentos de projetos de energia solar em 2021, chegando a R$ 2,5 bilhões até 2022, impulsionada por seu avanço tecnológico assim como pelo crescimento do setor de energia solar distribuída, que já alcança 170% ao ao. Para tanto, além de aumentar o time dos atuais 215 para 460 colaboradores até dezembro de 2022, incluindo novos especialistas em marketing e vendas, criará produtos que auxiliem nas compras, vendas e pós-vendas dos seus parceiros integradores.

“O QED vem estudando as tendências de financiamento em energia solar já faz um tempo e estamos muito felizes de anunciar nossa parceria com o Fábio e o time da Solfácil,” afirma Mike Packer, sócio da QED. “O mercado de energia solar só está começando a decolar globalmente e o Brasil é um mercado de muito potencial para crescimento. A Solfácil está perfeitamente posicionada para agregar valor para tanto os integradores como os consumidores finais, como fica evidenciado pelo seu forte crescimento recente e sua capacidade para escalar. É raro ver uma plataforma que cria uma situação ganha-ganha: neste caso entre integradores, consumidores finais e mercado de capitais. Estamos muito empolgados em sermos parceiros nessa jornada e ajudar a criar um gigante no setor de energia solar”, completa o investidor.

Artigos Relacionados

Crédito da foto: People photo created by senivpetro – www.freepik.com

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.