No debate “Targets and Pathways to Economic Transformation”, no Fórum Econômico Mundial, as parcerias público privadas e os incentivos à digitalização de pequenas e médias empresas foram algumas das frentes apontadas para aumentar a resiliência, sustentabilidade e inclusão da economia no pós covid-19.

Fizeram parte da mesa, moderada pelo editor do The Wall Street Journal Thorold Barker, Ray Dalio, fundador da Bridgewater, Rajiv Shah, President da Fundação Rockefeller, Robert E. Moritz, Global Chairman da PwC; Ann Cairns, Vice-Chairman da Mastercard; e Saadia Zahidi, diretora do Fórum Econômico Mundial.

Para Cairns, da Mastercard, três frentes são importantes para a retomada: igualdade de acesso e oportunidades para as pessoas, igualdade de condições para o trabalho e a competição, e gestão compartilhada dos bens públicos. Neste sentido, pequenas empresas precisam ter condições de disputar mercado com as grandes no ambiente digital.

As limitações do PIB como medida de performance econômica também foram apontadas. Para Cairns, “não podemos medir o quão bem estamos nos saindo apenas olhando para o PIB”. Já Moritz, da PwC, afirmou que “O PIB é um resultado, e precisamos nos concentrar nas causas. Temos que mudar os incentivos internos para permitir que as pessoas caminhem em direção a uma visão mais sustentável e de longo prazo”.

O tema das parcerias público privadas como caminho para retomada foi colocado no debate por Ray Dalio. Na sua visão, mudar a estrutura de incentivos como proposto por Moritz envolve “dinheiro, recursos e liderança”, e por isso as alianças entre governo e setor público são importantes.

Para Shah, da Fundação Rockefeller, esta aliança envolve a ação do setor privado sob a liderança do setor público. “O setor privado pode fazer muito, mas uma liderança global forte e coordenada é essencial”, afirmou.

O Fórum Econômico Mundial começou nesta segunda-feira, em Davos. Por causa da pandemia, o evento está sendo realizado e transmitido online pela primeira vez. No primeiro dia de agenda, o tema é a construção de uma economia resiliente após a pandemia.

Leia as últimas notícias no Inovação Aberta

Crédito da foto: World Economic Forum/Pascal Bitz

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.