Estão abertas as inscrições para o 1º ciclo do programa “Soja Sustentável do Cerrado – fomentando o empreendedorismo e a inovação para a produção de soja livre de desmatamento”. Os detalhes sobre o processo de inscrição e seleção estão na página https://www.agtechgarage.com/soja-sustentavel/

O programa é fruto de uma parceria entre o AgTech Garage e o Land Innovation Fund, um fundo internacional para fomentar iniciativas em prol da soja sustentável e livre de desmatamento. O fundo foi criado com aporte inicial da Cargill e sob gerenciamento da Chemonics International. O programa conta também com a parceria estratégica da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII).

O objetivo é conectar o ecossistema do agronegócio para encontrar soluções que gerem impacto econômico e socioambiental na cadeia de suprimentos da soja no bioma Cerrado. Com duração de seis meses, o 1º ciclo terá duas frentes de ação: seleção de startups para o programa de potencialização, e de pesquisadores para o programa Fellowship AgTech Garage.

Mais de 50% da soja produzida no país vem do Cerrado, bioma que ocupa 22% do território brasileiro. A combinação de terras férteis, disponibilidade de água e relevo plano também faz do Cerrado uma região com elevado potencial para o agronegócio, em particular para o plantio de grãos.

O programa pretende aproximar o mundo do Agro 4.0 das questões ambientais, estimulando o desenvolvimento de novas tecnologias para o setor, viáveis técnica e economicamente. Serão encorajadas as participações de startups e pesquisadores que contribuam para a pluralidade de ideias e para a diversidade.

As startups selecionadas para o programa participarão de uma Jornada de Experiência, com acesso a mentorias estratégicas e técnicas, conexões com executivos da comunidade do AgTech Garage, troca de experiências com empreendedores, participação em eventos, ampla exposição nas redes sociais e acompanhamento de um time de especialistas composto por integrantes de empresas parceiras com foco no desenvolvimento e escala de soluções que possam contribuir com os objetivos do Land Innovation Fund em fomentar a sustentabilidade na cadeia de suprimento da soja.

Ao final do primeiro ciclo, as startups que se destacarem poderão receber apoio financeiro para o desenvolvimento das soluções. Em paralelo, também serão selecionados até dez pesquisadores da região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) para um programa de fellowship voltado para o desenvolvimento de projetos de inovação agrícola em cooperação com startups.

O programa conta com recurso inicial de cerca de R$2.2 milhões para apoio às startups, com a possibilidade de aumento a partir da entrada de novos parceiros interessados em apoiar o ecossistema de inovação pela sustentabilidade do agronegócio. “Vamos acompanhar os empreendedores e startups selecionadas durante todo o projeto, para potencializar os resultados em conexão com toda a nossa comunidade de inovação. É uma satisfação ser o Hub parceiro de escolha para coordenar e fomentar o posicionamento estratégico do LIF junto ao ecossistema empreendedor” explica José Tomé, co-founder e CEO do AgTech Garage.

As inovações podem envolver desenhos, testes e implementação de soluções tecnológicas que tragam inteligência, segurança e sustentabilidade à agricultura da soja no bioma Cerrado. Entre os temas de interesse do programa, estão ações e soluções que combatam o desmatamento e valorizem a geração de renda a partir da floresta em pé na região; uso sustentável da terra; serviços ambientais; ferramentas e metodologias de monitoramento ambiental.

A EMBRAPII será responsável pela ponte entre startups e empreendedores com os centros de pesquisas (Unidades EMBRAPII) com infraestrutura de ponta e competências técnicas para desenvolver os projetos selecionados, além de cofinanciar o projeto com recursos não reembolsáveis. “Investir em pesquisa e desenvolvimento em tecnologias verdes é levar o Brasil para o futuro. A sustentabilidade é uma agenda estratégica à indústria nacional e a EMBRAPII tem o papel de ajudar o setor empresarial brasileiro a alcançar essa agenda de futuro por meio da inovação e, por isso, também vai apoiar o setor agro”, afirma José Luis Gordon, diretor de planejamento e relações institucionais da EMBRAPII.

“O Brasil é hoje líder mundial na produção de soja, com 125,8 milhões de toneladas, e também o maior exportador do grão, segundo dados da Abiove. Aliar desenvolvimento de tecnologias agrícolas com práticas sustentáveis é um dos principais desafios do setor. Acreditamos que a contribuição do AgTech Garage, em aliança estratégica com a EMBRAPII, pode trazer soluções sustentáveis e economicamente viáveis para o setor da soja”, afirma Carlos E. Quintela, diretor do Land Innovation Fund.

Artigos Relacionados

Crédito da foto: Food photo created by aleksandarlittlewolf – www.freepik.com

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.