A Méliuz anunciou na manhã desta segunda feira a aquisição da Acesso, fintech de pagamentos, por R$ 324,5 milhões. De acordo com o fato relevante, o acordo abarca as marcas “Acesso”, “Acesso Bank”, “Bankly” e “Banco Acesso” (“Acesso”).

Esta operação é uma associação com troca de ações. A Méliuz vai incorporar 100% das ações da Acesso Participações em troca de suas próprias ações. A Acesso vai se tornar uma subsidiária integral da Méliuz.

O fato relevante aponta que a operação faz parte da “expansão do ecossistema de serviços financeiros do Méliuz, permitindo o desenvolvimento de soluções em contas digitais, pagamentos, e outros temas relacionados a serviços e produtos transacionais”.

A Acesso conta com 178 colaboradores pessoas e transacionou R$ 1,3 bilhão em março de 2021. A receita bruta em 2020 foi de R$ 53,6 milhões.

Esta é a segunda aquisição da Méliuz após o IPO. Em fevereiro a empresa adquiriu a Picodi.com, plataforma global de cupons de desconto, por R$ 120 milhões. A operação permitiu expandir a presença da marca para 44 países.

No IPO da empresa, foram emitidas 62.939.563 ações, a R$ 10,00, com captação total de R$ 629 milhões. Destas ações, 33.467.751 foram de emissão primária, e 29.471.812 de emissão secundária.

A aquisição da Acesso ainda precisa ser aprovada pelo Banco Central e a outras condições contratuais.

Artigos Relacionados

Crédito da foto: Business card photo created by tirachardz – www.freepik.com

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.