A receita da Locaweb no segundo trimestre cresceu 24,8% no segundo trimestre, com a contribuição do negócio de e-commerce, que sozinho cresceu 69,5% sobre 2019. Com isso, o lucro liquido ajustado cresceu 147,8% no período e chegou a R$ 12 milhões.

O negócio de e-commerce da Locaweb teve R$ 37,2 milhões de receita líquida no segundo trimestre. Grande parte desta performance se deve à adição de novos clientes, que cresceu 274% no período, comparado ao quarto trimestre de 2019. Só no mês de junho a entrada de novas lojas foi 282% acima da média do último trimestre do ano passado. Em julho, a adição de novas lojas cresceu para 347%.

O outro fator que estimulou o crescimento do negócio de e-commerce foi a expansão do GMV (gross merchandise volume) das lojas da plataforma pela plataforma, que cresceu 105,2% no trimestre em comparação com 2019 e atingiu R$ 1,7 bilhão. O crescimento do GMV acelerou no decorrer do trimestre: foi 80% de alta de abril, 114% em maio e 122% em junho.

O EBTDA de e-commerce cresceu 85,1% no período e fechou em R$ 14,5 milhões. Com isso, a margem EBTDA do negócio cresceu 3,7 ´pontos percentuais e chegou a 44,2%.

Os negócios de BeOnline e SaaS cresceram 13,2% no trimestre, com receita de R$ 84,6 milhões. A Delivery Direto, que desenvolve aplicativos para restaurantes, cresceu quatro vezes em comparação com setembro de 2019, quando a companhia foi adquirida pela Locaweb.

Além do lucro líquido de R$ 12 milhões, a empresa gerou R$ 19,7 milhões em caixa operacional no segundo trimestre. A posição líquida de caixa da empresa está em R$ 371,5 milhões, o que dá fôlego para a expansão do negócio.

Leia as últimas notícias no Inovação Aberta

Crédito da foto: Image by James Osborne from Pixabay

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.