A Remessa Online, fintech brasileira com atuação no mercado de câmbio, anunciou a conclusão de uma rodada de investimentos de R$ 110 milhões. A operação foi liderada pela Kaszek Ventures e Kevin Efrusy, sócio do fundo americano Accel, com participação da Bewater Ventures

Esta rodada se junta à captação de US$ 47 milhões da Tembici, reforçando a tendência de crescimento dos investimentos em startups no Brasil e no Vale do Silício mesmo durante a pandemia.

A Remessa Online planeja, com os recursos captados, desenvolver serviços financeiros voltados principalmente para as pequenas e médias empresas. O objetivo é ajudar na internacionalização desse segmento, com foco no atendimento de empresas que já prestam serviços para o exterior, empresas com gastos e custos em outras moedas ou até mesmo empresas que estejam em processo de captação de recursos. 

“Queremos criar oportunidades para as pequenas e médias empresas expandirem suas fronteiras para o mercado internacional. A ideia é apoiar principalmente a exportação de serviços, entre outras necessidades de pagamentos globais, com uma proposta muito clara, baseada em três pilares: menor custo de operação, processos digitais e escaláveis além  da  equipe dedicada e com expertise”, comenta Alexandre Liuzzi, co-fundador e diretor de Estratégia da Remessa Online. 

O executivo reforça ainda que, mesmo seguindo todas as obrigações regulatórias e tributárias, consegue operar com boa saúde financeira. “Somos uma empresa brasileira, entendemos as dores do nosso cliente, pois já vivemos isso na pele. Além disso, buscamos sempre ser mais competitivos, oferecendo as menores taxas porém de acordo com as melhores práticas do mercado”, afirma Liuzzi. 

Segundo Hernan Kazah, a Kaszek Ventures está sempre em busca de grandes empreendedores que solucionem ineficiências do mercado e melhorem a vida das pessoas. “A crise atual está acelerando a digitalização de diversos setores ao redor do mundo e a Remessa Online surge na dianteira desse movimento, transformando e revolucionando o mercado de transferências internacionais no Brasil, especialmente para as PMEs”, afirma Kazah. 

A Remessa Online foi a primeira plataforma do tipo (totalmente online) a oferecer transferência internacional para pessoa jurídica (PJ) no país. De acordo com comunicado da fintech ao mercado, aproximadamente 50% dos clientes pessoa física (PF) da Remessa Online é também dono ou sócio de pelo menos uma empresa.

Além de realizar transações de recebimento de dinheiro por serviços prestados no exterior, e a efetuar pagamentos de despesas no exterior, a Remessa Online também auxilia startups a trazerem ao Brasil aportes de capital internacional, como essa própria operação que está anunciando agora. 

Entre os programas de aceleração e mentoria por qual a Remessa Online já passou, vale destacar o Endeavor Scale Up Fintech, programa de aceleração focado em empresas de base tecnológica com atuação no setor financeiro. Em 2019, a Remessa Online foi a primeira fintech a firmar parceria com a Ripple no país. 

Leia as últimas notícias no Inovação Aberta

Crédito da foto: Divulgação Remessa Online

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.