Masayoshi Son, fundador do Softbank, anunciou que está deixando o conselho do Alibaba. A decisão é anunciada um mês depois de Jack Ma, fundador do Alibaba, deixar o conselho do banco.

No anúncio, Masayoshi Son afirmou que sua saída será gradual, e seu foco será a defesa da estratégia de investimento do banco japonês, que tem sofrido questionamentos por conta dos problemas envolvendo Uber e WeWork. Ambos demonstraram não dar os retornos esperados aos investidores, porque as empresas estavam queimando muito caixa para crescer.

No podcast sobre os investimentos em startups desta semana, Rodolfo Santos do Bossa Nova Investimentos falou sobre os impactos destes dois casos na forma como os investidores estão analisando as startups daqui para a frente.

O anúncio da saída do fundador do Softbank se deu na assembléia geral de acionistas realizada hoje, que referendou a saída de Jack Ma e a entrada de novos conselheiros. Ele insistiu em dizer que a saída se deu em bons termos.

Ao tratar da situação econômica do Softbank, o fundador reclamou que no Japão estejam chamando o banco de “SoftPunku”. Punku é a forma japonesa para punk, e é utilizada para designar coisas quebradas. Por isso ele decidiu assumir a recuperação da imagem do banco perante os investidores.

Leia as últimas notícias no Inovação Aberta

Crédito da foto: ImagineChina Limited / Depositphotos

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.