A Ericsson, companhia sueca de tecnologia para telecomunicações, vai levar à reunião anual do Fórum Econômico Mundial um debate sobre como a Internet das Coisas (IoT) associada à Quinta Geração da Internet Móvel (5G) podem levar ao surgimento de novos modelos de negócio capazes de enfrentar desafios globais, como as mudanças climáticas.

A Ericsson estima que até 2025 cerca de 65% da população mundial estará coberta pelo 5G. Neste período, celulares conectados à IoT deverão chegar a 5 bilhões em todo o mundo. É esta infraestrutura que permitirá, por exemplo, criar soluções para reduzir o desperdício de comida, ou tornar os veículos mais inteligentes.

Em relação às mudanças climáticas, a Ericsson acredita que a combinação de IoT, 5G e análise de dados pode levar à redução da pegada de carbono de diversos negócios. A estimativa é que soluções baseadas nessas tecnologias possam reduzir as emissões de carbono na atmosfera em 15% até 2030.

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.