A oferta de equity crowdfunding do canal Metaforando na Divi.hub, suspensa na semana passada, terá que passar por novos ajustes para ser retomada. A plataforma tem um novo prazo de 30 dias para se ajustar e retomar a operação.

O ponto que havia levado à suspensão anterior, ou seja, o fato de a oferta ser direcionada a uma Sociedade em Conta de Participação (SCP), foi esclarecido pela plataforma. O entendimento foi que a oferta era da Sociedade de Propósito Específico (SPE) Metaforando, e não da SCP. Esta seria o valor mobiliário negociado pela plataforma, o que atende às regras da Instrução 588/2017 da CVM.

Contudo, a CVM entendeu que os títulos poderiam ser negociados pelos investidores entre si na plataforma da Divi.hub. Isto não é permitido pela Instrução 588, que não prevê a existência de um mercado secundário de títulos negociados em plataformas de equity crowdfunding. Este foi um dos pontos debatidos na audiência pública sobre a norma, realizada no ano passado.

A DIVI.hub é uma plataforma que se propõe a conectar os criadores de conteúdo, influenciadores, gamers e artistas com os seus potenciais investidores, sejam eles seguidores, fãs ou investidores qualificados, profissionais e institucionais.  O dinheiro captado financia os projetos e permite que os fãs virem sócios de seus ídolos.

O Metaforando está rodando uma campanha de equity crowdfunding para criar o “Operação Metaforando”, um reality show inspirado no game Among Us. No programa, oito jogadores tentam sobreviver e escapar de uma fábrica. Um deles é um impostor que tem o objetivo de eliminar os outros participantes.

Com acesso a imagens pré-selecionadas, Vitor Santos (dono do canal Metaforando), tenta descobrir quem é o impostor junto aos espectadores. A rodada prevê o investimento mínimo de R$ 10,00, e a meta de captação é de R$ 4,7 milhões.

Artigos Relacionados

Crédito da foto: Background photo created by natanaelginting – www.freepik.com

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.