Com o avanço do varejo digital, novos modelos de negócio se tornam possíveis, para além do mero “pegue e pague”. A partir da avaliação da jornada do cliente, das suas expectativas, é possível estruturar novos formatos e abordagens para entregar mais valor ao cliente e à cadeia. Até onde pode ir a disrupção do varejo?

E quando falamos em varejo digital, falamos em VTEX. Hoje quem nos explica o potencial da disrupção do varejo é Alfredo Soares, VP Institucional da VTEX. Alfredo, até onde pode ir a disrupção do varejo digital?

Alfredo apresenta modelos diferentes, como assinatura, fidelidade, mudanças de categorização mais inteligentes, e cita exemplos interessantes, como uma loja que consegue alterar a precificação do produto a partir da situação climática da cidade em que está o usuário, calibrando o preço pelo potencial da demanda impactado pelo tempo. 

E do lado do cliente, o que está acontecendo? Tem volta, Alfredo? Em sua resposta, que você pode ouvir no Spotify, ele explica que o que aconteceu é uma disrupção, e as mudanças vieram para ficar. Por isso é tão importante entender a jornada do cliente para oferecer o máximo de valor.

É isso, quando a gente fala com alguém como o Alfredo, ele fala e a gente abaixa a orelha e aprende. Este é o cenário de disrupção do varejo digital.

E se você quer continuar acompanhando o cenário de disrupção e transformação dos negócios, siga a gente no nosso grupo do Discord (https://discord.gg/gr653uU) e acompanhe as últimas notícias. Todos os episódios do podcast são distribuídos lá, assim como as notícias do site, os programas do YouTube, e você ainda pode opinar, sugerir pauta e trocar ideias.

Leia as últimas notícias no Inovação Aberta

Crédito da foto: Card photo created by freepik – www.freepik.com

Paulo Roberto Silva

Paulo Roberto Silva é jornalista e empreendedor. Graduado em Jornalismo pela ECA USP e mestre em Integração da América latina pelo PROLAM USP.